Regressão de Memória

Hipnose

 

 

Jesus Cristo

perguntas e respostas

 

Nesta página você encontrará a resposta para a pergunta VINTE E SETE sobre Jesus Cristo. 

Para ir ao índice de perguntas clique aqui.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

27) Porque José para fazer seu recenseamento teve que ir até Belém? Não seria mais lógico que ele fizesse isto em Nazaré, onde morava?

 

Era a lei, na época, que as pessoas se recenseassem na sua terra de origem. E a terra de origem de José era Belém. Maria, como esposa, seguiu o marido.  Eles viajaram para lá com ela grávida.

Este costume pode não fazer muito sentido nos dias de hoje. Porém, estamos relatando um fato que aconteceu há muitos séculos atrás. As pesquisas históricas realizadas até hoje demonstram a realidade deste costume. O que ainda não está comprovado é se este recenseamento específico realmente aconteceu.

Algumas pessoas colocaram em dúvida este fato com o seguinte argumento: “imagine como ficariam congestionadas as estradas se todos fossem para sua terra natal se recensear”. Um argumento sem fundamento. Primeiro porque a população era infinitamente menor (veja nota abaixo) do que a que existe hoje. Uma cidade como Belém não passava de um povoado. Segundo porque as pessoas costumavam nascer, viver e morrer na mesma cidade. As migrações eram bem menores do que as que temos hoje em dia. Ou seja, as pessoas que deveriam se deslocar grandes distâncias eram em número relativamente pequeno.  

 

1Ora, naquele tempo, foi publicado um edito de César Augusto, mandando recensear o mundo inteiro. 2Esse primeiro recenseamento teve lugar na época em que Quirino era governador da Síria. 3Todos iam se fazer recensear, cada qual em sua própria cidade  4José também subiu da cidade de Nazaré , na Galiléia , à cidade de David , que se chama Belém, na Judéia , porque era da família e da descendência de David , 5para se fazer recensear com Maria , sua esposa, que estava grávida. (Lucas 2:1,5)

 

Nota: "Escavações ainda em curso em Nazaré, a cidade em que Jesus cresceu, e em Cafarnaum, onde pregou, revelaram muito sobre o ambiente em que viveu. Em seu tempo, Nazaré era um lugar pobre, com 300 ou 400 habitantes" (Fonte Revista veja, edição 1783 pag. 104). Outras pesquisas científicas têm levantado a hipótese de que Belém, na época do nascimento de Jesus, possuía aproximadamente 600 habitantes.

 

 

Leia:

Quem foram os três Reis Magos?

Saiba mais sobre o "censo feito quando do nascimento de Jesus".

O enigma do censo

 

 

 

Índice perguntas

 pergunta anterior 

 próxima pergunta

 

ConsultasCaminho Nobre / Jesus Cristo / Psicologia Racional / Campanha

Hipnose / Análise dos Sonhos  / Terapia de Vidas Passadas

Terapia de Regressão / Blog Nascer Várias Vezes

 

 

 

 

Compartilhe |

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Enigma 1: o Censo

"... isso me parece um absurdo - eu disse - como é que o governo poderia obrigar todos os cidadãos a voltar à sua terra de origem? Existe alguma prova arqueológica de que este censo ocorreu de fato?

Mc Ray pegou calmamente um exemplar de seu livro.

- Na verdade, a descoberta de antigos formulários de recenseamento lançou muita luz sobre esta prática - explicou ele a medida em que folheava o livro. Ao encontrar a referência que procurava, citou uma ordem oficial do governo de 104 d.C.:

Gaio Víbio Máximo, prefeito do Egito (declara): Tendo chegado o momento de realizar a censo de casa em casa, é necessário que se requeira a todos os que, por algum motivo, residam fora de suas províncias, que retornem às suas casas, para que cumpram o que requer integralmente a ordem do censo, e possam também atender diligentemente ao cultivo da parte que lhes cabe(6).

- Como se vê - disse, fechando o livro -, este documento confirma a prática, muito embora essa maneira específica de recenseamento possa lhe parecer estranha. Um outro papiro, de 48 d.C., dá a entender que o censo era algo que envolvia a família toda.

Isso, entretanto não resolvia a questão. Segundo Lucas o censo ... fora ordenado quando Quirino governava a Síria, durante o reinado de Herodes, o Grande.

-Existe uma questão muito séria aí -  ressaltei - porque Herodes morreu em 4 a.C., e Quirino só começou a governar a Síria em 6 d.C., realizando pouco depois disso o censo. Temos uma grande lacuna aqui. De que modo o senhor lida com uma discrepância de datas tão gritante?

McRay sabia que que estava propondo uma questão com a qual os arqueólogos vinham se debatendo a séculos. 

 Um eminente arqueólogo - respondeu ele - Jerry Vardaman, trabalhou muito nisso. Ele descobriu uma moeda com o nome de Quirino em letras bem pequenas, que chamamos de letras "micrográficas". Isso faz dele procônsul da Síria e da Cilícia de 11 a.C. até depois da morte de Herodes. 

Fiquei confuso.

- O que isto significa? - perguntei

- Significa que, aparentemente, havia dois Quirinos - respondeu ele. Não é difícil encontrar duas pessoas com o mesmo nome romano, portanto, não há porque duvidar da existências de duas pessoas chamadas Quirino. o censo teria ocorrido durante o reinado do primeiro Quirino. Considerando-se que o censo era a feito a cada 14 anos, a explicação é bastante satisfatória.

...

Depois de pesquisar um pouco mais, descobri sir William Ramsay, o falecido professor e arqueólogo da Universidade de Oxford e Cambridge, na Inglaterra, havia proposto uma teoria semelhante. Ele concluiu, com base em várias inscrições, que, embora houvesse apenas um Quirino, ele havia governado a Síria em duas ocasiões distintas, o que abrangeria o período do censo anterior(7)".

...

(6) John McRay, Archeology and the New Testament, Grand Rapids, Baker, 1991, p.155 (grifo do autor)

(7) Robert Boyd, Tells, tombs and treasure, Grand Rapids, Baker, 1969, p.175, ap. Habermas, The historical Jesus, p. 172

 

Retirado do livro "Em defesa de Cristo", Lee Strobel, Editora Vida, pag. 132-134.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O conteúdo escrito, produzido pelo autor do site, está registrado

 junto ao Escritório de Direitos Autorais da Fundação Biblioteca Nacional.

Copyright © 2000 -2012 by Regis Soffiati Mesquita de Oliveira